Solidariedade

Mobilização em prol da Santa Casa de Pelotas

Sindilojas, em parceria com o Sesc e a Escola Senac, promove neste sábado, no Calçadão, evento solidário de Dia dos Pais

10 de Agosto de 2018 - 20h29 Corrigir A + A -
Ação será no Calçadão, entre as ruas Sete de Setembro e General Neto (Foto: Jô Folha - DP)

Ação será no Calçadão, entre as ruas Sete de Setembro e General Neto (Foto: Jô Folha - DP)

Diante das dificuldades enfrentadas pela Santa Casa de Misericórdia de Pelotas, o Sindilojas Pelotas, com o apoio do Serviço Social do Comércio (Sesc) e da Escola Senac, promove o Dia dos Pais Solidário. O evento ocorre neste sábado (11), das 10h às 17h, no Calçadão, entre as ruas 7 de Setembro e General Neto. Com o objetivo de sensibilizar a comunidade sobre a grave situação em que se encontra a casa de saúde, a parceria busca arrecadar fundos para a aquisição de tecidos para a confecção de lençóis que serão utilizados com os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). A população poderá contribuir com qualquer valor. O importante é ajudar.

Atualmente, a Santa Casa de Pelotas atende 70% dos pacientes do SUS. Porém, o atraso no repasse dos recursos estaduais impossibilita um atendimento de qualidade, com um ambiente adequado. Para que a população continue sendo bem atendida, o Sindilojas aproveitou o Dia dos Pais para promover o evento e lutar por essa causa. De acordo com o presidente da instituição, Gilmar Bazanella, há um colapso na saúde pública e pouco tem se falado sobre isso. Com entusiasmo e dedicação, os representantes do Sindilojas, do Sesc e do Senac buscam mostrar para a população da cidade que a ajuda de todos é extremamente necessária. "É uma gotinha de água no oceano", ele afirma. Mas mesmo parecendo pouco, essa mobilização terá um resultado significativo.

Conforme levantamento realizado pelo Setor de Compras da Santa Casa de Misericórdia de Pelotas, o tecido com melhor resistência para os lençóis é encontrado por R$ 960,00 (valor mais em conta). Isso corresponde a um rolo de cem metros de algodão cru liso com 1,60 metro de largura e 194 g/m² de gramatura. Para compor um kit, com lençol superior e inferior e duas fronhas, são utilizados sete metros de tecido. Cada rolo de cem metros possibilita que as costureiras do hospital façam 14 kits. Hoje, 1.640 kits são necessários para atender todos os leitos. Dessa forma, são necessários 117 rolos, um custo de R$ 112.320,00.

O cidadão merece qualidade. O vice-provedor da Santa Casa, João Francisco Neves, afirma que a crise na saúde vem se arrastando e a comunidade é quem sofre com os prejuízos causados por ela. Ele ainda elogiou os pelotenses, dizendo que "a característica do povo de Pelotas é estender a mão e ajudar". Por isso, a união em torno dessa causa trará bons resultados e ajudará na reestruturação da Santa Casa de Pelotas. Com pequenos ajustes, a volta por cima é viável. "Essa campanha, por menor que possa parecer, tem um grande significado", concluiu o vice-provedor.

Programação
Das 10h até às 17h vai ocorrer uma série de atividades promovidas pelo Sesc Pelotas e pela Escola Senac, além da apresentação da Banda do 8ª Batalhão de Infantaria Motorizado - às 11h.

O Sesc ficará responsável pelas atividades recreativas, com brinquedos, cama elástica, cabine fotográfica, entre outros. De acordo com o representante Luis Fernando Parada, a ideia é interagir com o público, para que todos possam colaborar.

Já o Senac disponibilizará serviços de beleza, como cortes de cabelo. Alunos do curso Técnico em Enfermagem estarão lá para realizar exames preventivos gratuitos, como aferição da pressão e da glicose. A diretora da Escola e Faculdade de Tecnologia, Mariângela Iturriet, afirmou que o objetivo desse evento é ajudar a mudar a vida de quem precisa. "Quando a gente muda a vida dos outros, a gente muda a nossa", disse.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados