Debate

Aula pública na Câmara debate feminismo

Coordenadoras da Rede Emancipa discutiram a violência contra as mulheres

10 de Agosto de 2018 - 09h48 Corrigir A + A -

Por: Vinicius Peraça
vinicius.peraca@diariopopular.com.br 

Ativistas da Rede Emancipa, com atividades em todo o país, promoveram o debate em Pelotas (Foto: Jô Folha - DP)

Ativistas da Rede Emancipa, com atividades em todo o país, promoveram o debate em Pelotas (Foto: Jô Folha - DP)

Mulheres ligadas a movimentos sociais e feministas promoveram uma aula pública na noite de quinta (9) na Câmara de Vereadores, em Pelotas. O principal tema discutido foi a violência contra as mulheres e a necessidade de maior engajamento em temas ligados ao gênero.

Promovido pelo núcleo feminino da Rede Emancipa, que oferece educação gratuita a alunos de escolas públicas para auxiliar no processo de aprendizagem e desenvolvimento social, o evento contou com palestras da ex-deputada e presidente da ONG, Luciana Genro, de coordenadoras da Emancipa Mulher e da vereadora Fernanda Miranda (PSOL).

Dentre as grandes preocupações apresentadas no encontro estiveram a dificuldade de enfrentar crimes contra a vida de mulheres pobres e negras. Cientista social e coordenadora da ONG, Carla Zanella lembrou que desde a criação da Lei Maria da Penha o número de mortes de mulheres brancas reduziu, enquanto que os feminicídios de negras cresceu mais de 50%.

“O desenvolvimento destas aulas e cursos gratuitos vai do interesse nas cidades. Nós plantamos uma semente para que as próprias mulheres dos municípios expandam o trabalho e ampliem o debate sobre o feminismo”, lembrou Luciana Genro.

Embora o interesse majoritário pelo tema seja das mulheres, a coordenadora pedagógica do Emancipa Mulher lembrou que todos os eventos do grupo são abertos à comunidade em geral. “Acreditamos que o feminismo não é um assunto exclusivo de mulheres, como o racismo não é um tema só de negros. Pelo contrário: o machismo é um problema dos homens e o racismo é problema dos brancos”, disse Joanna Burigo.

Núcleo Pelotas
Com abrangência nacional, a Rede Emancipa possui um núcleo em Pelotas. Porém, segundo Fernanda Miranda, no momento as atividades estão paralisadas por falta de um local. “Queremos retomar o quanto antes e estamos em busca de uma sala para que as aulas do pré-vestibular possam voltar a acontecer.”

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados