Investigação

Relatoria da CPI dos Exames será do PSDB

Vereador Enéias Clarindo foi escolhido para elaborar o parecer sobre os exames pré-câncer

09 de Agosto de 2018 - 19h20 Corrigir A + A -

Por: Vinicius Peraça
vinicius.peraca@diariopopular.com.br 

Enéias Clarindo foi escolhido por 6 votos a 3 para a relatoria da Comissão Parlamentar de Inquérito (Foto: Gabriel Huth - DP)

Enéias Clarindo foi escolhido por 6 votos a 3 para a relatoria da Comissão Parlamentar de Inquérito (Foto: Gabriel Huth - DP)

Ficou com um vereador do PSDB a responsabilidade de ser o relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Exames Pré-Câncer na Câmara. Enéias Clarindo foi eleito pela maioria dos componentes do grupo, que se reuniu pela primeira vez na manhã desta quinta (9).

O tucano foi indicado em bloco pelos seis vereadores governistas que compõem a comissão: Salvador Ribeiro (MDB), Waldomiro Lima (PRB), Fabrício Tavares (PSD), Reinaldo Elias (PTB), Roger Ney (PP) e o próprio Enéias.

Dos cinco oposicionistas que fazem parte da comissão, apenas três participaram da primeira reunião e votaram na vereadora Cristina Oliveira (PDT). Além dela, estavam presentes o presidente Marcos Ferreira, o Marcola (PT), e Fernanda Miranda (PSOL).

Logo após a definição, Enéias pediu apoio dos membros da comissão para que o cronograma de trabalho seja cumprido e o relatório possa ser concluído no menor tempo possível.

Além da escolha do relator, a comissão encaminhou os primeiros requerimentos à prefeitura. Foram pedidas cópias dos contratos entre o município e o Serviço Especializado de Ginecologia (SEG). O laboratório era o responsável até julho pela análise do material coletado nos exames papanicolau nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

A prefeitura também deverá enviar à CPI uma listagem com nomes de mulheres atendidas pela rede pública de saúde e que tenham morrido vítimas de câncer de colo de útero. O objetivo é fazer o cruzamento de dados com resultados dos exames desde 2014, período inicial da denúncia de supostos erros nos diagnósticos.

Além disso, todos os pedidos de informações feitos pelos vereadores e as respostas encaminhadas pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e prefeita Paula Mascarenhas (PSDB) serão avaliados pela comissão. A próxima reunião da CPI será na próxima quarta, às 10h30min.

Ausências
Os representantes do PSB e do DEM foram os únicos indicados à CPI que não participaram da reunião. Mesmo presente na Casa até o começo dos trabalhos, Ademar Ornel (DEM) não acompanhou até o fim e não participou da eleição do relator. Já Antônio Peres, o Toninho (PSB), justificou a ausência devido a uma viagem a Porto Alegre. Ele e os vereadores Ivan Duarte (PT) e Marcus Cunha (PDT) foram pedir ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Marlon Santos (PDT), que acompanhe as investigações realizadas em Pelotas.

A ausência de dois integrantes desagradou Marcola. “Iniciamos hoje um trabalho importante que foi um pedido de todos. Mas ao invés disso há quem prefira fazer política em Porto Alegre”, reclamou o presidente da CPI.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados