Requalificação

Obras mudam cotidiano da Deodoro

Segundo portal de transparência da prefeitura, obra está 17% concluída

10 de Agosto de 2018 - 09h03 Corrigir A + A -
Via terá corredor de ônibus nos moldes da rua Osório.  (Foto: Gabriel Huth - DP)

Via terá corredor de ônibus nos moldes da rua Osório. (Foto: Gabriel Huth - DP)

Iniciada em abril deste ano, as obras de requalificação da rua Marechal Deodoro, no trecho entre a rua Guilherme Wetzel e avenida Bento Gonçalves, modificam o cotidiano dos moradores, do comércio e do trânsito na região. A previsão da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) é concluir este pedaço inicial no segundo semestre deste ano. A obra integra o mesmo contrato de requalificação das ruas Osório e Gomes Carneiro, que ultrapassa os R$ 20 milhões em investimentos.

Na assinatura do contrato, em março de 2016, valor era de R$ 18,6 milhões, uma diferença próxima de R$ 1,6 milhão acrescidos a partir de aditivos. De acordo com informações do Portal de Transparência, conclusão da obra chega a 17%.

Com um mini mercado entre as ruas Rafael Pinto Bandeira e Antônio dos Anjos, seu Ledegar Storch, 70, não sentiu baixas nas vendas, uma vez que a maioria dos clientes chega a pé até o local. "A gente sabe que causa um certo transtorno, mas que ficará melhor e era necessário", pondera o comerciante. Na frente do seu comércio, o corredor de ônibus já está construído, faltando ainda a pavimentação das pistas de de rolagem para os demais veículos.

Diferente de Daltro Santini, com um comércio de móveis rústicos na esquina com a rua Antônio dos Anjos, momentaneamente bloqueada neste local para a obra diz sentir os impactos nos negócios. Santini sentiu as vendas baixarem e prevê um cenário modificado para o comércio na região.

A obra
Diferente da Osório, equipes da construtora responsável já estão instalando piso tátil nas calçadas com acessibilidade nas esquinas, faltando apenas a iluminação, mobiliário urbano e novas paradas de ônibus. Outra diferença está na pista de rolagem de veículos. Na Deodoro, foi retirada toda antiga pavimentação, impedindo que a via fique mais alta do que as calçadas.

"Modificamos todo o projeto e retiramos alguns trechos de corredor de ônibus para compensar no valor final", explica Paulo Morales, titular da Seplag. Nas ruas paradas entre Guilherme Wetzel e Rafael Pinto Bandeira, haverá apenas "baias de concreto" para os ônibus pararem e arrancarem.

Na manhã de ontem, equipes trabalhavam na construção do corredor destinado ao transporte coletivo a partir da rua Antônio dos Anjos em direção ao centro. A partir da Rafael Pinto Bandeira, todo o pavimento foi retirado até o Hospital São Francisco de Paula. O trânsito no trecho está parcialmente bloqueado e a orientação da Secretaria de Transporte e Trânsito (STT) para quem se desloca da zona norte ao centro é de utilizar vias alternativas, como a Professor Araújo.

Custo aumenta
Aditamentos do contrato, assinado em março de 2016, elevaram o valor final em mais de R$1,6 milhão. Inicialmente projetado em R$ 18,6 milhões, hoje o valor passa de R$ 20,2 milhões. O contrato também envolve as obras na rua General Osório, ainda em fase final de acabamentos, e a rua Gomes Carneiro, a primeira a ser concluída do conjunto. Somente na Deodoro, segundo informações do sistema Proges, do Portal de Transparência da prefeitura, investimento é superior a R$ 7,6 milhões.

Nova rede de água
Conforme a obra avança em direção à avenida Bento Gonçalves, paralelamente as equipes do Serviço Autônomo de Abastecimento de Água de Pelotas (Sanep) substituem a rede de água. Segundo o Sanep estão sentro trocados os canos de ferro, com mais de 80 anos, por tubos de PVC. Outra mudança realizada pelas equipes da autarquia foi a localização da rede, que originalmente ficaria embaixo do corredor de ônibus e dificultaria futuras manutenções. "A substituição da rede, no momento, está praticamente na avenida Bento" informou o diretor-presidente Alexandre Garcia. A substituição também melhora o desempenho da pressão de água na região.

Mudam as linhas de ônibus
Para quem se movimenta pela cidade de ônibus, as mudanças já são percebidas a mais tempo. Todas as linhas ligando a zona norte ao centro que utilizavam a Deodoro após percorrer a avenida República do Líbano, hoje utilizam rua Professor Araújo, informa o secretário de trânsito, Flávio Al Alam.

As linhas do Porto, Balsa e Navegantes e Colônia Z-3 agora percorrem a rua Andrade Neves até a avenida Bento Gonçalves. A partir da Bento, todas as linhas retornam para a Deodoro no trecho ainda sem alterações. "Diferente da Osório, na Deodoro modificamos as linhas no início da obra e vamos mantê-las até a conclusão", manifesta Al Alam.

O próximo pedaço a receber a intervenção será entre a avenida Bento Gonçalves e rua Lobo da Costa. Programada para iniciar ainda no segundo semestre, todas as linhas serão transferidas para a Professor Araújo.

Nível de conclusão
17%

Valor da obra
R$7.623.908,43

A obra prevê:
- Pavimentação
- Drenagem
- Corredor de ônibus
- Abrigos de ônibus
- Acessibilidade
- Paisagismo
- Iluminação
- Sinalização viária

(Fonte: Portal da Transparência de Pelotas)


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados