Continuidade

Confiança no camisa 9

Técnico Gilmar Dal Pozzo dá confiança para Luiz Eduardo, enfim, balançar as redes na Série B

09 de Agosto de 2018 - 22h18 Corrigir A + A -

Por: Henrique Risse
esporte@diariopopular.com.br 

Luiz Eduardo marcou duas vezes contra o Juventude e uma contra o Veranópolis no Estadual (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Luiz Eduardo marcou duas vezes contra o Juventude e uma contra o Veranópolis no Estadual (Foto: Carlos Queiroz - DP)

A velha história que centroavante vive só de gols é coisa do passado. Pelo menos para o técnico Gilmar Dal Pozzo. Em entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira (9), o comandante elogiou a entrega do titular Luiz Eduardo, destacou a importância dele para a equipe e cravou: os gols vão voltar a sair.

A movimentação do Luiz é muito importante para a equipe, é aquela valorização que o treinador passa para os atletas e que o torcedor também tem que entender. Eu valorizo muito a movimentação do Luiz, valorizo muito a retenção de bola que ele tem, segurá-la para dar o tempo do Pereira, para ter a infiltração do Lourency, para ter a chegada do Valdemir, para ter a chegada do Itaqui e dos laterais também. Ele é fundamental dentro do processo", analisou o treinador xavante.

Segundo Dal Pozzo, a competitividade é extremamente importante para qualquer camisa 9 no futebol atual. Ele fez, inclusive, um paralelo com Gabriel Jesus, criticado pela torcida pela falta de gols na Copa do Mundo, mas muito elogiado pelo técnico Tite.

"O Luiz, sem a bola, é competitivo pra caramba, a Série B é muito competitiva. A gente vê na Seleção Brasileira o Gabriel Jesus competindo. Hoje, no futebol em alto nível, você tem o comportamento com a bola e sem a bola. Ele está se cobrando muito por não estar fazendo gol, mas ele está sendo muito importante para o modelo de jogo. Ele está sendo bem participativo. Acredito que no momento certo o Luiz vai voltar a fazer gol, porque ele é um goleador", elogiou.

Falta de gols
Com apenas 17 gols em 19 jogos, o Brasil é dono de um dos piores ataques da Série B. Por isso, Gilmar Dal Pozzo aproveitou a semana cheia para treinar, e muito, as finalizações. "O importante nesse processo é criar, esse é o primeiro passo. Mas de nada adianta criar, 10, 15 oportunidades se vocês não tiver efetividade. Então a melhor maneira de evoluir nesse fundamento é com a repetição. Essa semana a gente priorizou as ações ofensivas e o fundamento da finalização, para os atletas repetirem o movimento, pegarem confiança. O único segredo para passar confiança é repetir o movimento, no dia seguinte repetir novamente".

Dúvida na esquerda
Liberado após cumprir suspensão na última rodada, o lateral esquerdo Bruno Collaço não tem retorno confirmado ao time titular. Isso porque Tiago Cametá, que atuou improvisado no setor na vitória sobre o Goiás, teve atuação destacada e pode ser mantido pelo treinador.

"O Bruno Collaço é da posição, um atleta que mantém bem a linha de quatro, que está melhorando ofensivamente, que cresceu quando colocamos um jogador mais agudo daquele lado, que é o Lourency. E o Cametá é um jogador tecnicamente diferenciado, que tem o enfrentamento, tem jogada de linha de fundo, tem profundidade, mas tem a facilidade de jogar por dentro também. É uma dor de cabeça boa", encerrou Dal Pozzo.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados