Investigação

Polícia Civil apreende armas e munições em Pelotas

Ao chegar no endereço informado, a Polícia Civil encontrou duas pistolas calibres .45 e .9mm, um revólver .38, duas espingardas calibres .22 e .12, máquina para recarga e artefatos para carregamento de munições

08 de Agosto de 2018 - 10h08 Corrigir A + A -

Por: Giulliane Viêgas
giulliane.viegas@diariopopular.com.br

Conforme a titular da 1ª Delegacia, Lisiane Mattarredona, apesar de o dono do armamento ter porte de arma, A.L.C. foi autuado em flagrante por produzir, recarregar ou reciclar, sem autorização legal, ou adulterar, de qualquer forma, munição ou explosivo, conforme prevê artigo 16, do Estatuto do Desarmamento. Um inquérito foi instaurado para apurar o caso. (Foto: Polícia Civil)

Conforme a titular da 1ª Delegacia, Lisiane Mattarredona, apesar de o dono do armamento ter porte de arma, A.L.C. foi autuado em flagrante por produzir, recarregar ou reciclar, sem autorização legal, ou adulterar, de qualquer forma, munição ou explosivo, conforme prevê artigo 16, do Estatuto do Desarmamento. Um inquérito foi instaurado para apurar o caso. (Foto: Polícia Civil)

Agentes da 1ª Delegacia de Polícia (DP) de Pelotas apreenderam armas, munições, materiais para recarga de armas e equipamentos eletrônicos para TV por cabo, durante cumprimento de ordens judiciais. As ações, deflagradas no centro da cidade e no Areal, também resultaram na prisão de duas pessoas, uma delas por roubo a pedestre.

A primeira ação aconteceu após denúncia à 1ª DP de que um homem estaria armazenando armas, munições - inclusive de uso restrito - e material para recarga de armas em uma casa, no Centro, de forma irregular. Ao chegar no endereço informado, a Polícia Civil encontrou duas pistolas calibres .45 e .9mm, um revólver .38, duas espingardas calibres .22 e .12, máquina para recarga e artefatos para carregamento de munições. Conforme a titular da 1ª Delegacia, Lisiane Mattarredona, apesar de o dono do armamento ter porte de arma, A.L.C. foi autuado em flagrante por produzir, recarregar ou reciclar, sem autorização legal, ou adulterar, de qualquer forma, munição ou explosivo, conforme prevê artigo 16, do Estatuto do Desarmamento. Um inquérito foi instaurado para apurar o caso.

Logo em seguida, em outro mandado de busca e apreensão, no Centro, os policiais apreenderam diversos equipamentos de TV por cabo que tinham sido furtados de uma empresa que oferece os serviços. O furto, conforme investigação da 1ª DP, foi praticado por um ex-funcionário do local. Segundo a delegada, o homem anunciava a venda dos aparelhos na internet e nas redes sociais por um valor abaixo do mercado. R.V. deve responder por furto qualificado.

Já no loteamento Dunas, no bairro Areal, a Polícia Civil cumpriu mandado de prisão preventiva autorizado pela Justiça e prendeu um suspeito de praticar diversos roubos a pedestres na área central da cidade. L.A. foi encaminhado ao Presídio Regional de Pelotas (PRP).

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados